top of page
  • Foto do escritorMD3 Marcenaria

3 Funções da marcenaria para otimizar os ambientes

Atualizado: 29 de mai.

Se é para aproveitar espaços, a marcenaria é a melhor aliada. Mas será que você conhece todos os recursos disponíveis?

A sensação de amplitude pode ser libertadora, ainda mais em ambientes projetados em espaços pequenos. Você pode ter um terreno de grande metragem, porém com área construída muito restrita. Ou ainda, ter um imóvel considerado amplo, mas que a divisão de ambientes deixou cada cômodo com a sensação de estreiteza. Este é o caso do Apartamento Belém, projeto de um cliente nosso que vamos trazer aqui para exemplificar as sugestões.


A primeira dica é a mais óbvia, por isso não será listada aqui, que é investir em móveis sob medida.


Na marcenaria, cada item é desenhado

e desenvolvido para ocupar os espaços disponíveis

permitindo uma melhor circulação

e funcionalidade na metragem total.



É um investimento que, se bem planejado, dificilmente causará arrependimentos.


“Mas eu posso enjoar!”


Sim, você tem mais chances de enjoar se todo o projeto for desenvolvido em torno dos móveis. A marcenaria é complementar. Isso mesmo! Ela é quem deve se ajustar ao projeto, valorizando detalhes do design e harmonizando as estruturas. No Apartamento Belém, por exemplo, a marcenaria visou valorizar o conceito individual de cada ambiente, proporcionando conforto visual e sensorial. Você verá mais detalhes desse projeto logo abaixo. Dito isso, vamos então às indicações para otimizar os ambientes:


1 - Marcenaria do chão ao teto

Cada vez mais, a marcenaria vem aproveitando toda a metragem disponível, englobando no projeto até mesmo os eletrodomésticos e outros utensílios. A sensação de amplitude é aumentada devido à fluidez visual de uma estética continuada.


Painel ripado com rack e portas de passagem em MDF Cinamomo

Na foto, o living do Apartamento Belém vem nos ajudar com uma bela referência. Foram explorados o conceito do ripado e puxadores ocultos. No painel de TV e nas portas de passagem, foi escolhido o MDF Cinamomo da Berneck. O contraste ficou para as portas do rack que combinam branco com palha indiana natural. Mesmo que você mescle tons e texturas, consegue essa harmonização através do design. Isso, claro, considerando que se parta de um bom projeto com o olhar técnico de um profissional da arquitetura, por exemplo.


E por falar em tons, nossa próxima dica tem relação direta com o uso das cores.


2 - Tons complementares

Você pode gostar de ambientes super coloridos ou ser adepto do estilo monocromático, mas é preciso se atentar ao cansaço visual que ambos os estilos podem proporcionar caso não tenha a orientação adequada. Na marcenaria, é possível explorar cores vibrantes e mesclar tons, como no caso do projeto residencial que desenvolvemos e faz referência às belas cores de pedras preciosas.


Projeto residencial desenvolvido pela MD3 Marcenaria que produziu móveis sob medida com referência às cores de pedras preciosas

Mas também é possível investir em uma combinação menos ousada e tão elegante quanto, sempre tendo em mente a relação entre as cores, suas variações e as percepções sensoriais despertadas no uso de cada uma delas.


No Apartamento Belém, nosso caso modelo desse artigo, você percebe uma personalidade exclusiva na cozinha, que foi concebida em MDF Amadeirado Preto Absoluto da Duratex, ornando com o piso claro e eletrodomésticos cromados. Um clássico das cozinhas modernas, não é mesmo?


Ambientes interligados

Ainda falando sobre tonalidades, é possível recorrer à marcenaria para interligar ambientes, como ocorreu na área gourmet do Apartamento Belém. Os gabinetes em MDF Cinamomo garantem continuidade ao living. Já o granito São Gabriel remete aos tons escuros da cozinha.



Repare como as folhas são amplas e contínuas. Isso porque os recursos auxiliares, como puxadores, foram todos pensados para garantir essa fluidez, como você pode entender melhor no próximo tópico.


3 - Puxadores ocultos ou embutidos

Os puxadores embutidos são aqueles que estão incorporados ao design da peça, aproveitando a ergonomia do móvel em favor da praticidade e da mobilidade humana. O encaixe das mãos fica confortável para manusear as portas sem a necessidade de puxadores aparentes.


Se você reparar nas portas e gavetas do Apartamento Belém, não há puxadores visíveis, garantindo uma estética fluída e, até mesmo, uma circulação menos obstruída. As cavas em 45º contínuas atendem perfeitamente a esse conceito da marcenaria de otimizar o ambiente.




Se seu imóvel já está estruturado, com piso e pintura, por exemplo, e você só quer investir na marcenaria, saiba que é possível. Lembra que disse lá em cima sobre os móveis complementarem o projeto? O desafio no caso do Apartamento Belém foi justamente esse, atender ao sonho da cliente de estruturar os ambientes com móveis sofisticados que conversassem com o design já estabelecido pela escolha da alvenaria e iluminação.


"Mas a iluminação interfere nos móveis?". Essa pergunta nos leva a uma dica bônus.


4 - Iluminação estratégica

Sim, os móveis podem e devem contar com uma iluminação estratégica e isso não ser somente uma preocupação estética. A funcionalidade da marcenaria é ampliada com recursos de iluminação. Tanto que uma tendência moderna é apostar no design de iluminação, um olhar voltado aos recursos técnicos que possibilitam a instalação segura e harmoniosa das luzes nos ambientes.



Por fim, a marcenaria é mais do que uma técnica utilizada para otimizar espaços. É uma arte, criada para adaptar os ambientes às necessidades de quem os frequenta e torná-los mais funcionais, sem perder o foco da identidade visual. E como se pôde ver no projeto do Apartamento Belém, apresentado nesse texto, cada detalhe projetado e executado sob medida denota a capacidade de criar espaços que se adaptam às necessidades e preferências dos moradores.


Portanto, ao planejar sua próxima reforma ou projeto de decoração, não deixe de considerar o potencial transformador da marcenaria, como uma ferramenta indispensável para expressar personalidade e estilo em cada canto de sua casa ou apartamento.


Com essas técnicas em mãos, é possível transformar qualquer espaço, por mais desafiador que pareça, em um ambiente confortável, funcional e visualmente deslumbrante.


Qual dica ou inspiração mais te impressionou? Esperamos ser uma fonte útil e encorajadora para seus próximos projetos!


Confira mais fotos desse belíssimo projeto em nossas redes sociais.


Ficha técnica

Apartamento Belém 135 m²

Projeto: Arquiteto Cainnã Novak em conjunto com a MD3

Fotos: acervo próprio




17 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page